Por que estou indo?

Depois de anos de desconforto, deixei meu marido a quem não gostava mais, voltei a viver na minha área de nascimento onde encontrei rapidamente o trabalho. Mas ainda não estou feliz. Estou sempre procurando a pessoa que eu quero ser, sinto uma pressão que me faz explodir mais ou menos. Além disso, eu faço tudo rapidamente: eu ando rápido, eu como rápido, eu trabalho rapidamente, eu sempre estou me movendo. Por que estou indo? E o que o homem se interessará por mim? Eu me pergunto se eu deveria consultar ... Clara, 45

Christophe André

Psiquiatra e psicoterapeuta

respostas

Obrigado pela sinceridade do seu testemunho. Parece-me que sua situação não é tão perturbadora, e que você está no caminho certo. Você está saindo de uma vida até agora triste e alienante, e se aproximando de uma existência em que você escolhe mais e mais, onde você se descobre pouco a pouco.

No entanto, apesar de seus esforços, "ainda não é isso" ... Mas esse atraso é normal: entre o momento em que chegamos no caminho certo e quando tudo começa a girar, ele Muitas vezes existem alguns anos. Durante o qual você se sente perdido ("Eu não me reconheço", você diz, mas se você mudar seu ambiente e seus hábitos, você também muda, isso é normal).

Sua vontade de alcançar um estilo de vida que o faz feliz é refletido na necessidade de avançar rápido sobre o qual você nos fala. Se você começou a trabalhar nisso? Curando lentamente: coma lentamente, saboreando cada mordida; ande lentamente, respirando e olhando ao redor. Não é tempo perdido, mas a vida ganhou e habitou.

Surpreendentemente, as perguntas que você faz sobre homens: não é "por que eu acho interessante" que você tenha que se perguntar, mas sim "o que é Eu acho ele, eu, o que ele me traz? Em que ele me faz bem? "

Então, é uma boa idéia consultar, no seu caso? Sem dúvida, sim: poderia poupar-lhe um pouco de tempo e, especialmente, uma pequena paz nesse período de mudanças. Peça aos seus entes queridos os endereços dos terapeutas que os ajudaram.

Loading...

Deixe O Seu Comentário